Distante apenas 85 quilômetros da capital, a cidade do Guarujá é um dos destinos mais conhecidos e badalados do litoral paulista. Tão conhecido que durante a alta temporada, fins de semana e feriados suas praias mais badaladas, como Pitangueiras, Astúrias e Enseada, ficam superlotadas e pouco recomendáveis para quem quer sossego e um lugar ao sol. Mas o que muita gente não sabe é que o Guarujá guarda muitos segredos escondidos, praias de acesso mais difícil e sem calçadão, quiosques e prédios fazendo sombra. No lugar, apenas tranquilidade e Mata Atlântica em volta.

A maioria das praias desconhecidas do Guarujá fica em direção à balsa que liga a ilha à cidade de Bertioga, e são preservadas pela reserva ambiental da Serra do Guararu, e condomínios fechados que controlam o acesso à praia. Mas é só chegar cedo, porque há limite de acesso diário, e pode entrar e aproveitar o dia. Outras não tem controle de acesso mas só podem ser acessadas por trilha. Vamos conhecer alguns dos segredos dessa cidade que ganhou o apelido de “pérola do Atlântico”?

Praia do Éden

 

O nome não é por acaso. Com apenas 100 metros de extensão, e escondida praia do Éden parece um pedacinho do paraíso, com a pequena faixa de areia clara e água verde-esmeralda, emolduradas pela vegetação de Mata Atlântica. Fica entre as agitadas praias da Enseada e do Pernambuco, mas como o acesso não é tão fácil, a tranquilidade é garantida. Apenas um bar garante comida e bebida. Para chegar é preciso entrar na estrada do Pernambuco e em seguida à direita na estrada que leva ao condomínio Sorocotuba, e subir a estradinha até o alto do morro. Ali é preciso deixar o carro e descer a pé uma trilha íngreme com 110 degraus de escada para chegar ao Éden. A vontade de dar um mergulho naquelas águas verdinhas é irresistível, mas cuidado, pois o mar é de tombo e tem correntezas traiçoeiras.

Praias de Iporanga e São Pedro

A região leste da Ilha de Santo Amaro, onde fica o Guarujá, é dominada pela reserva ambiental da Serra do Guararu, criada em 1983 para preservar a Mata Atlântica nativa e evitar que as praias da região fossem desmatadas e urbanizadas. As praias de Iporanga e São Pedro são as mais conhecidas deste pedaço. O acesso restrito garante a preservação. Com 1,2 km de extensão e areia branca, a Praia de São Pedro atrai muitos surfistas pelas ótimas ondas. O acesso é através do condomínio São Pedro, que fica no km 17 da estrada para Bertioga.

Iporanga tem águas mais claras e atrai muitas famílias. Uma peculiaridade é a Cachoeira do Iporanga, no final da praia, onde é possível tomar um delicioso banho de água doce para tirar o sal do corpo. À direita da praia, a pequena enseada das Conchas é ótima pras crianças. O acesso é pelo condomínio Iporanga, no km 17,5 da estrada. Ao lado esquerdo da praia de Iporanga fica a praia do Pinheiro, com 700 metros cercados de mata fechada e águas de ondas não muito fortes, ótimas para um mergulho e pegar “jacaré”.

Iporanga e São Pedro são exemplo de administração sustentável. Confira a reportagem do portal G1 que mostra porque. A dica é chegar cedo, pois há limite de entrada, e levar o que for comer e beber, pois não há bares e é proibida a presença de vendedores ambulantes.

Praias Branca, Preta e Camburi

No extremo leste da Ilha de Santo Amaro, já chegando na Balsa pra Bertioga, ficam as praias Branca, Preta e de Camburi, que só podem ser acessadas por trilha. A mais conhecida, extensa e de acesso mais fácil é a praia Branca. Com 1350 metros de extensão de areias brancas que lhe renderam o nome, ela tem mar com boas ondas para surfe do lado esquerdo e mais tranquilo do lado direito, emoldurado pela Mata Atlântica. Uma pequena vila de pescadores possui campings, casas para aluguel, bares e restaurantes para atender o público que chega por uma trilha fácil e bem sinalizada que sai do ponto de chegada da balsa e passa por antigas ruínas de edificações erguidas por padres jesuítas no século 16. O site oficial da Praia Branca traz todas as informações e dicas de hospedagem, gastronomia, eventos e muito mais. Durante a temporada e em feriados prolongados a praia fica bem cheia.

Mas se você quiser mais sossego pode se aventurar pelas praias vizinhas, que só são acessíveis por trilhas que saem da Praia Branca. É só se informar com os locais que eles mostram de onde saem as trilhas. A Praia Preta é pequena e de águas calmas, ótima para relaxar. Camburi tem uma trilha um pouco mais extensa e difícil para chegar, mas vale a pena! Para chegar ao mar é preciso atravessar um lago de água doce formado por uma cachoeira de 8 m de altura,  o que não é nada mau, pois o banho na água doce e geladinha é delicioso. O mar de boas ondas atrai surfistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE NÓS

Somos um blog com objetivo de informar sobre a vasta cultural do Brasil, trazendo curiosidades... ​

FALE CONOSCO

[email protected]

Rolar para cima